17 de mar de 2011

Arca das Letras leva livros a comunidades e faz sucesso

Fonte: Globo Rural. Data: 17/03/2011
URL: http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2011/03/arca-das-letras-leva-livros-para-comunidades-e-faz-sucesso-no-ce.html
O programa Arca das Letras, que leva livros para comunidades distantes das bibliotecas, faz sucesso no norte do Ceará. As famílias de agricultores estão encantadas com a oportunidade de leitura.
Mulheres e homens são voluntários na divulgação do saber. Em uma sala, agricultores do município de Itapipoca, na região norte do Ceará, vieram conhecer mais sobre a caixinha vermelha. É uma Arca das Letras que vai ser instalada na comunidade deles.
O programa Arca das Letras é do Governo Federal e existe há 8 anos. O objetivo é levar, através de uma caixa recheada de livros, a leitura e outras atividades educacionais aos moradores da zona rural, onde uma biblioteca é algo raro. Oito mil comunidades da agricultura familiar em todo o Brasil já foram beneficiadas.
O Ceará é o segundo estado em número de arcas, com 807. “Um dos resultados mais comemorados é o aumento considerável no número de leitores que leram 30 livros por ano, sendo que a média nacional é de apenas dois”, explica Cleide Soares, coordenadora Nacional do Programa Arca das Letras.
Os livros, de vários temas, são doados pelo Governo Federal. Eles são organizados nas prateleiras de acordo com as áreas. Depois que os monitores são capacitados sobre o projeto, as arcas seguem para onde eles moram. Uma novinha está chegando na localidade de campo grande. Na frente da casa é colocada a indicação de que lá tem livro para todos e de graça.
Agora a Arca vai ficar permanente na casa do agricultor Francisco Rodrigues que se ofereceu para receber a pequena biblioteca. É só organizar a criançada para todo mundo exercitar a leitura.
Os livros despertam o interesse de todos. Dos mais pequenininhos aos mais velhos.
O mais curioso é saber que Francisco nem sabe ler e mesmo assim reconhece a importância do conhecimento para a melhoria de vida. “Para mim é uma satisfação muito grande porque a comunidade não precisa deslocar. Estou muito orgulhoso de receber a biblioteca aqui em minha casa”.
No Ceará, a estante de livros é feita pelos presos do Instituto Penal Professor Olavo Oliveira, em Itaitinga. Eles têm a pena reduzida e ganham bolsas de trabalho do governo.

Nenhum comentário: