7 de jun de 2011

O dicionário que levou 90 anos para ser completado

Data: 54/06/2011.
Autora: Sharon Cohen.

O Dicionário do Mundo Antigo [Chicago Assyrian Dictionary. Chicago: University of Chicago Press, 2011] terminou de ser elaborado depois de 90 anos! Foi um projeto monumental, com um começo modesto: um pequeno grupo de estudiosos e algumas fichas para anotações. O plano da obra era explorar uma língua morta há muito tempo que poderia revelar um mundo antigo de carros e concubinas, decretos reais e diários e presságios que vinham dos céus e dos fígados de ovinos. O ano: 1921; o local: a Universidade de Chicago. O projeto: montagem de um dicionário Assírio baseado nas palavras registradas em tabletes de argila ou de pedra das ruínas desenterradas no Iraque, Irã, Síria e Turquia, escritas numa língua que não era falada há mais de 2.000 anos. Os estudiosos sabiam que o projeto levaria um longo tempo; ninguém esperava que fosse esse tempo todo.

2 comentários:

André Porto Ancona Lopez disse...

O prof. Murilo bem sabe o trabalho e o tempo que um dicionário exige. A obra dele (junto com Cordélia Corvalim) tornou-se referência na área. Pode não ser tão "impactante" como um dicionário assírio, mas é bem mais útil para mim...

Murilo Cunha disse...

André,
De fato, a preparação de um dicionário exige tempo, paciência e muita dedicação. No meu caso, levei 16 anos para preparar o dicionário de biblioteconomia e arquivologia! Mas acho que valeu a pena e agora tento acompanhar as evoluções que estão ocorrendo nessas duas dinâmicas áreas preparando uma nova edição.
Murilo Cunha