1 de nov de 2016

Polícia prende ladrões especializados em furtar livros raros de bibliotecas

Fonte: G1. Data: 31/10/2016.

Dupla tinha obras tiradas da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP.
Também foram apreendidas gravuras e obra em francês de 1731.

A Polícia Civil de São Paulo prendeu na manhã desta segunda-feira (31) dois ladrões procurados por furtos de livros e gravuras no estado. Segundo a polícia, eles são suspeitos de roubarem obras de várias bibliotecas.
A investigação começou em agosto, após o furto de livros raros na biblioteca de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (USP).
Imagens das câmeras de segurança mostram os dois ladrões folheando livros em uma área reservada da biblioteca.
Eles ficam mais de 40 minutos no local. Em uma das imagens é possível ver um deles, em pé, ajeitando o casaco. Segundo a polícia, é para esconder as obras levadas.
Os dois estiveram na biblioteca nos dias 3, 4 e 5 de agosto. Depois disso, os funcionários deram falta de 5 livros raros e algumas gravuras.
A dupla foi presa nesta manhã em casa. Com eles, foram apreendidas diversas publicações, entre elas, um livro com cinco volumes publicado em 1731, em francês. Mas os investigadores ainda não sabem a origem da obra.

Isso porque os ladrões arrancavam e rasgavam as etiquetas de identificação das obras. Algumas delas são até da Biblioteca da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Os policiais também apreenderam envelopes com endereços da Bélgica, para onde os livros e gravuras seriam enviados.
O delegado Osvaldo Nico Gonçalves, que investiga o caso, espera que os funcionários da USP confirmarem quais obras pertencem à universidade. Ainda pela manhã, uma bibliotecária da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo esteve na delegacia e confirmou que alguns dos livros encontrados pertenciam à biblioteca.

A polícia também investiga se os dois presos participaram do furto de seis obras da biblioteca de Direito do Largo São Francisco, da USP, em agosto.

Nenhum comentário: