24 de set de 2011

Projeto moderniza sete bibliotecas públicas

Fonte: Diário do Nordeste (Fortaleza, CE). Data: 25/09/2011.

URL: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1046886

Autora: Marília Camelo.

Em uma biblioteca, os livros não são os únicos responsáveis por atrair o público. Quando o ambiente é aconchegante, a leitura se torna mais agradável. Neste mês, sete bibliotecas públicas de Fortaleza foram contempladas pelo Projeto de Modernização de Bibliotecas Públicas Municipais, do Ministério da Cultura, que incentiva a ocupação desses espaços por meio da renovação do mobiliário.
Os locais ganharam novas mesas, cadeiras, estantes, quadros de aviso, ventiladores e até pufes, que agradam a todos. Na Casa Brasil do Antônio Bezerra, por exemplo, os novos objetos deixaram a biblioteca mais organizada. As cinco estantes que existiam no espaço foram doadas por uma moradora do bairro, conforme explica Joana D´arc Oliveira, coordenadora da biblioteca.
"Agora, com as novas estantes, os livros doados pela comunidade, que estavam encaixotados por falta de espaço, serão expostos", comemora Joana D´arc, informando que o acervo da biblioteca conta com uma média de 2 mil exemplares. No entanto, conforme ela, o espaço tem sido pouco explorado pela comunidade, pois passou três anos fechado devido à falta de pagamento aos funcionários, mas reabriu em junho deste ano. "Estamos entrando em contato com os antigos usuários para que eles voltem a frequentar a biblioteca", comenta.
Renovação
O estudante Symeone Allyson Noronha, 17, todos os dias, pratica natação no Centro Urbano de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cuca) Che Guevara, na Barra do Ceará. Depois do esporte, ele sempre passa na biblioteca para ler contos. Diz que o local ficou melhor com a chegada dos novos objetos, principalmente dos pufes. "A leitura fica mais agradável", ressalta.
Assim como a Casa Brasil do Antônio Bezerra, a biblioteca do Cuca também dispõe de quase 2 mil livros. Em relação à renovação do lugar, a diretora de Formação do Cuca, Juliana Marinho, acredita que as bibliotecas precisam deixar de ser vistas apenas como espaços formais e passarem a ser associadas também a lugares prazerosos.
Conforme o assessor da Coordenação de Literatura da Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor), Nixon Araújo, o Ministério da Cultura investiu R$ 420 mil para mobiliar as sete bibliotecas. "É uma forma de levar cultura também para a Periferia. A Prefeitura vem trabalhando para que isso aconteça", declara, adiantando que cada unidade receberá, ainda, mais de mil exemplares de obras de diversos gêneros.

Nenhum comentário: