27 de set de 2011

Visualização da informação: uma área emergente

Uma nova área está crescendo na Ciência da Informação. É a visualização da informação que pode criar num gráfico um “mix” com dados numéricos e geográficos, facilitando a compreensão do conteúdo por parte do leitor. Este importante aspecto já havia sido analisado por Richard S. Wurman, o guru da arquitetura da informação, em sua clássica obra “Ansiedade de informação” [1ª edição em 1991; 2ª edição. São Paulo: Cultura, 2005].
A visualização da informação visa selecionar os dados relevantes e a jogar fora o supérfluo, juntando texto e imagem.
            Todos nós sabemos que após uma eleição somos “bombardeados” com uma verdadeira avalanche de dados numéricos: quantos votos fulano obteve, que partido ganhou numa determinada cidade, dados sobre queda de um determinado partido, etc. Este verdadeiro cipoal de números pode atrapalhar o entendimento do leitor (e principalmente, eleitor) comum! Assim, em boa hora vemos o lançamento de uma obra feita pelo colega Rondon Andrade, que nos últimos tempos, tem se dedicado à essa nova área.
            A obra é o “Relatório das eleições 2010”, em boa hora disponibilizado pelo Tribunal Superior Eleitoral no URL: http://www.tse.gov.br/hotSites/CatalogoPublicacoes/pop_up/relatorio_2010.htm [tamanho 60MB, em PDF]
            Nessa obra, lançada em 2011, “estão descritos os acontecimentos das eleições de 2010. Na primeira parte, são esclarecidas as principais atividades desenvolvidas, do planejamento à execução das eleições. Na segunda, encontra-se um relato sobre as inovações legislativas e jurisprudenciais que marcaram o pleito e, na última parte, o eleitor terá acesso a um vasto estudo estatístico sobre as informações existentes nos bancos de dados da Justiça Eleitoral” (homepage do TSE].
            Rondon elaborou, na última parte da obra, um estudo estatístico e interessantes quadros que visam facilitar o entendimento dessa importante eleição. Ressalta-se aqui a rapidez com que os dados foram analisados e mostrados em interessantes visualizações.
            Quem tiver dificuldade para fazer o download de um arquivo tão grande pode solicitar uma versão impressa, enviar um e-mail para age@tse.jus.br
            Vale a pena dar uma olhada nesta bela aplicação da visualização da informação.
Murilo Cunha

Um comentário:

Anônimo disse...

Gostei muito dos gráficos. De fato, é muito mais fácil entender os dados por meio dos gráficos, a forma tabular é muito complicada!