23 de fev de 2012

Controvérsias sobre o livro eletrônico nas bibliotecas

O autor, Charles Hamaker, analisa a situação atual dos livros eletrônicos (e-books) a partir da perspectiva da biblioteca, mostrando o que está faltando. São discutidos inúmeros aspectos ligados ao livro eletrônico, desde a sua maleabilidade, o seu custo, as restrições orçamentárias e as limitações que sofrem em relação aos direitos da propriedade do conteúdo. Sugere que os bibliotecários e os consumidores precisam se unir para exigir um modelo de licenciamento diferente para o livro eletrônico, caso contrário, pode haver a destruição do nosso patrimônio cultural. Termina afirmando que se deve dizer não para as atuais opções de licenciamento.
Maiores detalhes no artigo original, de autoria de Charles Hamaker, publicado na revista “Searcher”, v. 19, n. 10, de dezembro de 2011 [nota: este título está disponível no Portal da CAPES].

Murilo Cunha

Nenhum comentário: