2 de mar de 2012

Biblioteca é ponto de cultura e lazer na Lapa

Fonte: Diário de S. Paulo. Data: 25/02/2012.
Autora: Thais Saraiva.
URL: www.diariosp.com.br/noticia/detalhe/14244/Biblioteca+e+ponto+de+cultura+e+lazer+na+Lapa
Morar perto de uma biblioteca na cidade de São Paulo ainda é um privilégio. Apesar de atualmente a capital possuir a maior rede de bibliotecas públicas do país, com 107 distribuídas pela cidade, 44 dos 96 distritos ainda carecem do espaço de leitura. Não é o caso, porém, da Lapa, na Zona Oeste, que está entre os cinco bairros com mais livros em bibliotecas da capital, segundo levantamento do  Observatório Cidadão, conjunto de indicadores sociais sobre a cidade criado pela Rede Nossa São Paulo.
Entre os centros de leitura que mais se destacam na Lapa está a Biblioteca Mário Schenberg, na Rua Catão, 611, na Vila Romana. Segunda biblioteca mais visitada da capital em 2011, a Mário Schenberg conta com um acervo de cerca de 60 mil publicações e  recebeu mais  de 46 mil leitores no ano passado.
“Não conheço lugar melhor. É bom ter tudo isso disponível, já que não posso comprar”, conta a estudante Patrícia Abreu, que  cursa o terceiro ano do ensino médio. Além dos  livros, o ponto de leitura disponibiliza para os frequentadores publicações didáticas, paradidáticas, dicionários, enciclopédias, jornais, revistas, mapas, atlas, multimídia e até livros em braile.
Junto com a leitura e o empréstimo de publicações, a  biblioteca também se destaca por oferecer outras opções culturais e de lazer para os frequentadores. Os visitantes podem utilizar os computadores gratuitamente, ver exposições e participar de oficinas que acontecem durante todo o ano. “Eu venho nesta biblioteca há mais de 40 anos. Além dos computadores da biblioteca, também uso os do telecentro. Tudo que aprendi de informática foi aqui”, diz a artesã Regina Álvares.
O local é muito agradável e pessoas de todas as idades passam por lá. “Eu utilizo o espaço para preparar minhas aulas. Aqui é muito tranquilo”, afirma o professor Camilo da Silva Carvalho.
Com a Mário Schenberg, a cidade possui 54  bibliotecas públicas nos bairros, duas na região central, quatro no Centro Cultural São Paulo, 45 nos CEUs (Centros Educacionais Unificados), uma no Centro Cultural da Juventude  e uma no Arquivo Histórico Municipal.
Todos os anos, as bibliotecas da cidade  recebem, em média, 1,5 milhão de pessoas e emprestam cerca de um milhão de livros.
De acordo com a Prefeitura, a Biblioteca Sérgio Buarque de Holanda, em Itaquera, na Zona Leste, ganhará nova sede. O prédio está em construção e, segundo a Secretaria Municipal de Cultura, será entregue ainda neste ano. Em Cidade Tiradentes, também na Zona Leste,  a Prefeitura está construindo, em parceria com a região francesa Île-de-France, um centro de formação cultural que terá biblioteca, cinema, entre outras instalações.

Nenhum comentário: