25 de dez de 2012

Incêndio atinge terceiro andar da Biblioteca Pública de Belo Horizonte


Fonte: O Estado de Minas. Data: 23/12/2012.

URL: www.em.com.br/app/noticia/gerais/2012/12/23/interna_gerais,339051/incendio-atinge-terceiro-andar-da-biblioteca-publica-de-belo-horizonte.shtml

Um incêndio atingiu o terceiro andar da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, que integra o Circuito Cultural Praça da Liberdade. As chamas destruíram o pavimento onde funciona a parte administrativa do prédio. Nenhum acervo foi atingido. As atividades no local vão funcionar normalmente na próxima quarta-feira. As causas do fogo serão investigadas.

O susto começou por volta das 1h30 deste domingo. Vigias que fazem a segurança do local, faziam a ronda quando avistaram as chamas do terceiro andar. De imediato, acionaram o Corpo de Bombeiros. “Os militares chegaram rápido e conseguiram debelar as chamas em cerca de meia hora”, afirma Áurea Godinho, superintendente de biblioteca pública da secretaria de Estado de Cultura.

No terceiro pavimento, funciona a administração do prédio. Lá, nenhum visitante tem acesso, mas houve perdas significativas. “Foram queimados computadores, mobiliário, arquivos janelas. Mas tudo está coberto pelo seguro e a Secretaria de Cultura está dando o total apoio”, diz Godinho.

Já mais calma, a superintendente conta o susto que levou quando recebeu uma ligação durante a madrugada informando sobre o ocorrido. “ É claro que assustamos sim, não é agradável, mas quando chegamos aqui vimos que era menos que imaginávamos. A situação estava controlada e o acervo não foi afetado. Isso nos trouxe um alívio”, revela.

A perícia esteve no local para avaliar como o incêndio aconteceu. Após a divulgação do resultado, o local vai passar por uma restauração. A estrutura do imóvel não foi abalada.

De acordo com a Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais (Segov), a área atingida corresponde a menos de 5% do prédio. O terceiro andar do prédio foi interditado preventivamente, todos os serviços prestados pela Biblioteca Pública Luiz de Bessa estão mantidos.

Projetada por Oscar Niemeyer e criada pelo então Governador Juscelino Kubitschek em 1954, tem cerca de 230 mil títulos disponíveis para consulta, entre livros, revistas e jornais correntes e históricos. O local recebe diariamente cerca de 1,5 mil pessoas.

Um comentário:

Anônimo disse...

Que pena! Faço votos de que os mineiros consigam reconstruir esse espaço queimado.