14 de mar de 2014

Indios Arara-Karo tem primeiro contato com leitura



Fonte: Secretaria de Educação de Rondônia. Data: 7/03/2014.
URL: www.seduc.ro.gov.br/portal/index.php/noticias-all/1217-indigenas-arara-karo-tem-primeiro-contato-com-leitura-no-brasil-alfabetizado.html
A maioria dos 30 indígenas da etnia Arara-Karo pôde ter o primeiro contato com o mundo da leitura e escrita durante as aulas do Programa Brasil Alfabetizado, inserido em 2013 pela Secretaria de Estado da Educação de Rondônia (Seduc) na Terra Indígena Igarapé Lourdes, em Ji-Paraná. Mesmo com uma caminhada diária de seis quilômetros até a aldeia central I’Tarap e os problemas de visão e de introdução da língua portuguesa, os índios não deixavam de frequentar as aulas e mantinham a animação e força de vontade para seguir com os estudos.
Com incentivo dos professores Alexandre Meneguelli e Débora Fumagali, os indígenas, de 25 a 75 anos, começaram a ser cadastrados no programa e logo nas primeiras aulas já demonstravam interesse em prosseguir com os estudos. Durante o período do curso, Meneguelli diz que a frequência dos alunos era 100%. “Eles faltavam somente em caso de saúde pessoal ou de familiares e, mesmo assim, a preocupação em avisar os professores era imensa”, lembra.
Após oito meses de aprendizado, grande parte dos alunos conseguiu adquirir a habilidade de escrita e leitura, mesmo com alguns apresentando um maior grau de dificuldade por conta da introdução da linguagem e problemas visuais. Seis dos 30 estudantes conseguiram elevar seus conhecimentos e atualmente estão matriculados no ensino regular na Escola I’Tarap. “Nós queremos continuar com as aulas no próximo ano. Não queremos parar mais de estudar”, afirma o cacique Firmino Arara.
EXPERIÊNCIA
Para os professores, as aulas com os indígenas era uma troca de conhecimentos, o que as tornavam gratificantes. “O mais importante de tudo era a emoção do aluno quando ia aprendendo e conhecendo a escrita e leitura de diversas palavras, principalmente na língua nativa. Ao mesmo tempo ensinamos e aprendíamos com a garra dessas pessoas”, conta Alexandre. Novas matrículas de mais alunos indígenas já foram realizadas para o ano letivo de 2014 dentro do Brasil Alfabetizado, que é coordenado pela Seduc. As aulas estão previstas para começar até o fim deste mês.

Nenhum comentário: