16 de set de 2014

Bibliotecas criam atrações para jovens



Fonte: Portal G1. Data: 15/09/2014.
URL: http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2014/09/bibliotecas-criam-atracoes-jovens-procurarem-leitura-em-votuporanga.html
Para tentar aumentar o interesse dos estudantes pela leitura, bibliotecas especiais têm sido implantadas em Votuporanga (SP). Os espaços são atrativos e as crianças são estimuladas a contar, por meio do teatro ou da música, o que aprenderam nos livros. Depois que a ideia foi colocada em prática, tem muito mais gente querendo ler na cidade.
Tudo no local foi pensado para chamar atenção dos futuros leitores. Os brinquedos pedagógicos e os móveis coloridos ajudam a criar um ambiente lúdico. Os alunos de uma escola municipal de educação infantil têm entre 4 e 6 anos e visitam a biblioteca pelo menos uma vez por semana. Na hora da história, não há espaço para conversa. “Eles viajam com a imaginação e é esse o objetivo, de ampliar e
O espaço chamado de biblioteca da primeira infância é um projeto do Instituto Brasil Leitor, uma ONG que promove ações de incentivo à leitura, e foi implantado em duas, das 16 escolas municipais de educação infantil de Votuporanga. “Trabalha não só a leitura, mas os brinquedos pedagógicos e a parte lúdica da criança. Onde ela sai da sala de aula e vai para outro ambiente diferenciado onde aprende ainda mais”, diz a secretária de Educação, Sílvia Rodolfo.
Em outra escola, de ensino fundamental, de Simonsen, distrito de Votuporanga, a biblioteca também está de cara nova e o foco são os jovens. O ambiente é interativo e os livros dividem espaço com aparelhos multimídia e jogos educativos. Os alunos aprovaram. “Ficou muito interessante e agora tem mais coisas para fazer, atividades interessantes, dá vontade de vir para cá”, diz a estudante Laissara Larrone da Maia, de 14 anos.
A biblioteca está mudada, até aquela regra clássica de silêncio absoluto já não existe mais. Os alunos têm vários instrumentos musicais à disposição e fazem do contato com as palavras uma festa. A única norma no local é transformar o aprendizado numa atividade divertida.
As novidades são estratégias para atrair os estudantes para o espaço que antes não era muito frequentado. A proposta é apresentar a palavra em diversos formatos para que eles tomem gosto pelas histórias. “Com a biblioteca se criou outro ambiente, outra possibilidade de se interagir com alunos e com o livro”, afirma a professora Fabiana Parreira.

Nenhum comentário: