31 de mar de 2015

50 anos das Ciências da Comunicação no Brasil

A Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM) e a FAPESP lançaram, no dia 14 de março, uma coleção de livros com revisões de 100 obras publicadas em cinco décadas das Ciências da Comunicação no Brasil, com foco no trabalho pioneiro realizado por autores e instituições do Estado de São Paulo.
Os três livros que integram a coleção Ciências da Comunicação no Brasil - 50 anos: Histórias para contar, produzida com apoio da FAPESP, reúnem as apresentações do ciclo de conferências 50 anos das Ciências da Comunicação no Brasil: a contribuição de São Paulo, realizado ao longo do segundo semestre de 2013 na sede da Fundação e na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP).
A coleção apresenta um panorama da evolução dos estudos em Comunicação no país ao analisar obras de autores que contribuíram para o desenvolvimento da área. Os capítulos, escritos por pesquisadores e profissionais que participaram das conferências, tratam de diversos aspectos do conhecimento científico e do exercício profissional em Comunicação, como as mudanças de paradigmas entre os séculos 20 e 21 e o impacto das novas tecnologias nos processos comunicacionais.
Para o ciclo de conferências que deu origem à coleção foram selecionados 100 livros considerados fundamentais pelas instituições para a construção do conhecimento científico da área.
(...)
Marcos históricos
Apesar de o registro mais remoto de estudos sobre os processos de comunicação datarem de 1846, quando a Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro publicou o artigo “Progresso do Jornalismo no Brasil”, de Francisco Souza Martins, a ideia de um campo de pesquisa na área se formou nas décadas de 1960 e 1970.
O período foi marcado pela criação do Instituto de Ciências da Informação (Icinform), em 1963, e da ECA, em 1966, pela realização do I Congresso Nacional de Comunicação na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), em 1971, e pelo surgimento da Intercom, em 1977, entre outros acontecimentos.
“O momento é oportuno para um balanço de toda essa trajetória, resgatando seus acontecimentos marcantes e o protagonismo de instituições e pessoas enquanto a Comunicação passa por outros importantes marcos, como o advento de novas mídias. É preciso assimilar as novas tecnologias, mas sem perder o alicerce de todo o processo que nos trouxe até aqui”, afirmou Gobbi.
Também participaram da organização da obra Carlos Eduardo Lins da Silva, consultor de Comunicação da FAPESP, José Marques de Melo, da Universidade Metodista de São Paulo, e Osvando José de Morais, diretor editorial da Intercom.

Os três volumes da coleção estão disponíveis para download gratuito em www.portcom.intercom.org.br/ebooks.

Nenhum comentário: