20 de nov de 2015

A importância de ler para as crianças

Fonte: Deutsche Welle. Data: 11/11/2015.
Na Alemanha, pelo menos um em cada três casais de pais lê, mais de uma vez por semana, para crianças que ainda não sabem ler e escrever. É o que aponta o estudo da fundação Lesen (Ler, em português) divulgado nesta semana. Segundo o estudo, mais que um simples ritual antes de dormir, ler para os filhos regularmente tem um efeito positivo sobre o desempenho escolar deles.
Dos entrevistados, 18% leem um livro por dia para seus filhos. Outros 15% leem menos de uma vez por semana, e 15% simplesmente nunca leem. Já em 2014, o estudo constatou que aproximadamente 30% de todos os pais raramente ou nunca leem para seus filhos na Alemanha.
No Brasil, uma pesquisa de 2012, encomenda pela Fundação Itaú Social ao Datafolha, constatou que 96% dos adultos acreditam que ler para as crianças é importante, mas apenas 37% deles colocam isso em prática. Dos mais de 2 mil entrevistados, 63% não leem para crianças, enquanto apenas 7% leem todos ou quase todos os dias da semana.
Desempenho escolar
De acordo com o estudo da Lesen, a nota média na disciplina Alemão para crianças de oito a 12 anos cujos pais liam diariamente foi sete décimos mais elevada do que entre as crianças cujos pais raramente ou nunca liam. Também em outras disciplinas, como Biologia e Artes, o desempenho do primeiro grupo foi melhor.
Dos adultos leitores assíduos, 84%afirmaram que o filho ia bem na escola. Entre os raros ou não leitores, esse número foi de apenas 33%. Um em cada dois filhos de "pais leitores" considerou seu desempenho na escola bom, contra apenas 12% das crianças que não tinham esse hábito.
As diferenças nas notas não dependem do nível de educação dos filhos, segundo o estudo. As proporções de crianças com notas boas ou muito boas em alemão foram semelhantes em todos os níveis de ensino dos pais. De acordo com as conclusões do estudo, todas as correlações entre leitura e comportamento das crianças nada têm a ver com o grau de formação dos pais.
Responsabilidade
Os livros podem preparar as crianças desde cedo para "o lado sério" da vida. Entre as crianças de oito a 12 anos alfabetizadas, 80% acreditam que seus colegas as consideram "muito confiáveis" ou como alguém que "normalmente nunca se atrasa". "Essas crianças são vigorosas e ativas", diz Simone Ehmig, diretora do Instituto de Pesquisa para Leitura e Mídia, na Alemanha.
"Essas crianças estão mais dispostas, no futuro, a assumir responsabilidades na vida profissional e realizar as coisas de forma criativa", afirma. Entre as crianças que não recebem o estímulo da leitura pelos pais, nem metade se considera confiável e pontual.
Vida social
Além disso, a leitura também tem um efeito positivo sobre a vida social da criança, segundo a avaliação de pais e filhos. Cerca de 90% dos leitores frequentes disseram que o filho "gosta de brincar com outras crianças" e "constrói rapidamente novas amizades". Os pais não leitores disseram que isso é mais raro entre seus filhos.
Os pesquisadores cruzaram dados para verificar se as características positivas são mesmo efeito da leitura. Eles determinaram as experiências sociais das crianças que poderiam ter influenciado de forma similarmente positiva o seu comportamento. O resultado: mesmo as crianças mais isoladas socialmente mostraram características positivas quando tiveram muito contato com a leitura.

O estudo não especificou um conteúdo específico de leitura para cada faixa etária. "Acredito que não dependa tanto do conteúdo", diz Jörg Maas, chefe da fundação Lesen. No ano anterior, a equipe explorou se o tipo de livro importava, e o resultado foi que o tipo de mídia não tem um papel significativo. Pode ser um livro infantil clássico, mas também um tablet ou computador – bom para os pais fãs de tecnologia.

Nenhum comentário: