12 de jul de 2016

Livros impressos na hora renovam tradicional livraria de Paris

Autoria: Gabriel Brust.
Fonte: RFI. Data: 04/07/2016.
O Quartier Latin em Paris é conhecido pela Sorbonne, por maio de 68 e por ser um ponto de encontro de intelectuais. Mas as famosas livrarias do bairro não estão imunes à transformação do mercado editorial. A loja da editora Presses Universitaires de France – Les PUF para os íntimos – agora não tem mais quase nenhum livro em suas prateleiras.
Fundada há 100 anos como a primeira editoria de Ciências Humanas da França, a Les PUF agora oferece seu catálogo de 5.000 títulos em um tablet. O cliente escolhe a obra, pode incluir as anotações que quiser e imprimir o livro na hora.
É o conceito on demand agora para livros. Além das publicações da editora, o leitor também encontra cerca de 3 milhões de títulos em diversas línguas, incluindo português, graças à parceria com a fabricante norte-americana da impressora.
A máquina imprime qualquer livro em uma média de quatro minutos. A inovação permitiu à livraria fundada em 1921 manter suas portas abertas, em um momento difícil para o mercado editorial local. As compras pela internet e os altos custos de alugueis em Paris levaram 28% das livrarias da cidade a simplesmente fecharem suas portas nos últimos 15 anos.
“Decidimos fazer isso por uma questão de espaço. Não podemos mais abrir livrarias de 600 metros quadrados como antigamente, por questão de custo de aluguel”, explica Alexandre Gaudefroy, gerente da livraria. “O público recebeu a inovação muito bem, porque a livraria havia desaparecido do bairro por mais de 10 anos. Isso mostra que mesmo as editoras mais clássicas são capazes de inovar”, diz o editor.
Mesmo preço
Com a novidade, a editora agora controla toda a cadeia de produção de seu produto, o que, segundo Gaudefroy, compensa o fato de cada exemplar ter um custo mais alto do que se fosse impresso em grandes quantidades. Mas o preço final ao consumidor, ele garante, é o mesmo de outras livrarias. A prensa de Gutenberg do século 21 da Les PUF imprime entre 25 e 35 obras por dia.

O fim do estoque permitiu a Les PUF se mudar para um local menor, com custos reduzidos. A livraria saiu da equina da Praça da Sorbonne, agora ocupada por uma marca de roupas famosa, e se mudou para uma quadra próxima. Mas sem nem pensar em abandonar o Quartier Latin.

Nenhum comentário: