1 de dez de 2016

Biblioteca Mário de Andrade ganha intervenção de Alex Flemming

Autoria: Felipe Stoffa.

Fonte: Select. Data: 29/11/2016.

URL: http://www.select.art.br/de-cara-nova/

Uma nova obra integra o acervo da Biblioteca Mario de Andrade, em São Paulo, que entra em 2017 de cara nova. Localizada no centro da cidade, o espaço tem sua fachada de vidro alterada, abrigando rostos de pessoas anônimas que usualmente frequentam a biblioteca, projeto assinado pelo artista Alex Flemming. São, ao todo, 16 chapas de vidro estampadas, produzidas a partir de uma técnica desenvolvida especialmente para a ocasião.

O trabalho dialoga com sua outra intervenção na Estação de Metrô Sumaré, mas carrega algumas especificidades. “Não poderia repetir as obras que realizei há 18 anos atrás. O trabalho do artista deve ser dinâmico, refletir o momento em que é realizado. Nessa série para a Biblioteca Mario de Andrade eu me utilizei de inúmeras inovações de ordem técnica e introduzi a cor dentro do conceito da imagem-retrato. A Biblioteca é um organismo vivo, pulsante, multifacetado. Ela vibra por causa das pessoas que circulam aqui diariamente, e eu concretizei plasticamente nos meus retratos a ideia de um conceito de um mundo livre, sem amarras e sem preconceitos”, comenta Flemming.
Na fachada da Biblioteca, os sujeitos estampados ganham corpo e volume a partir de efeitos de visualidade, impressionando quem transita pelo local, como se as figuras estivessem em 3D. “Sempre fui fascinado pela beleza do ser humano, e como acredito que todos nós somos iguais, considero a miscigenação uma das grandes virtudes do Brasil. A pluralidade étnica é o amanhã. A cidade de São Paulo se apresenta como queremos o futuro para o mundo: cosmopolita, multicultural, inesgotável. Viva a miscigenação!”, completa o artista, que mantém constante em seu trabalho a busca pela pluralidade.

“Essas obras demonstram toda a maturidade do artista, pois condensam os aspectos mais significativos do seu trabalho”, diz Armando Bagolin, diretor da Biblioteca. “A Biblioteca Mário de Andrade se tornou nos últimos dois anos um lugar de modernidade no centro de São Paulo, aberta a novas experiências e adepta ao cosmopolitismo”, completa.

Nenhum comentário: