26 de abr de 2011

José Afonso Furtado é um dos mais interessantes do Twitter para a revista "Time"

Fonte: Público (Portugal). Data: 31/03/2011.

URL: http://www.publico.pt/Tecnologia/jose-afonso-furtado-e-um-dos-mais-interessantes-do-twitter-para-a-revista-time_1487666

Autora: Claudia Carvalho.

A revista "Time" publicou uma lista das 140 pessoas mais interessantes do Twitter, entre elas surge apenas um português, José Afonso Furtado, director da Biblioteca de Arte da Gulbenkian.
Com base na relevância daquilo que os utilizadores diariamente partilham através do Twitter, a "Time" elaborou uma lista, dividida em 14 categorias (autores, negócios, celebridades, comediantes, empresas, personagens fictícias, saúde e ciência, noticias, políticos, especialistas e comentadores, sátira, compras, desporto e tecnologia), que está agora em votação no site da revista e onde os leitores podem escolher o seu preferido.
José Afonso Furtado surge na categoria de notícias ao lado de twitters informativos como o da agência Reuters ou o da CNN. Em relação ao português, a "Time" escreve que “José Afonso Furtado é o Borges do Twitter”, comparando-o com o escritor argentino Jorge Luís Borges. “É um bibliotecário portugues que transporta a sua paixão não adulterada pelos livros e o universo editorial para a Twitteresfera”, acrescenta.
Director da Biblioteca de Arte da Gulbenkian desde 1992 e professor da Faculdade de Letras, da Universidade de Lisboa, José Afonso Furtado actualiza várias vezes ao dia o seu Twitter com todo o tipo de notícias sobre literatura, desde os mais variados prémios literários à informação sobre as tecnologias mais avançadas na área. “Um feed de leitura obrigatória para o universo editorial.”
Na lista, encabeçada pelo norte-americano Andy Borowitz e que conta com nomes como Lady Gaga, Homer Simpson, Conan O'Brien e Sarah Palin, José Afonso Furtado surge, neste momento da votação, na 50ª posição, logo a seguir de Justin Bieber.
José Afonso Furtado nasceu em Alcobaça em 1953, e para além das funções de director da Biblioteca de Arte da Gulbenkian e professor, já foi presidente do Instituto Português do Livro e da Leitura, vice-presidente do Conselho Consultivo da Fundação Luso-Brasileira para o Desenvolvimento do Mundo de Língua Portuguesa e membro da Comissão Nacional da Língua Portuguesa e da Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses.

Nenhum comentário: