2 de set de 2011

Secretaria do Rio quer transformar bibliotecas em centros culturais

Fonte: Correio Braziliense (Brasília). Data: 16/08/2011.

Transformar as bibliotecas públicas em centros de atividades culturais é a proposta do projeto Rio de Livros, Um Mar de Leituras que a Secretaria Municipal de Cultura promove a partir desta terça-feira (16/8), até o dia 30, com programação variada e gratuita. O projeto reúne, pela primeira vez, uma série de iniciativas que desde 2009 vêm sendo realizadas, embora de forma não contínua, na rede de bibliotecas da prefeitura, como a Ciranda de Histórias, o Circuito Jovem de Leitura, os Encontros Literários e as Tardes Culturais.
“O objetivo é atingir diferentes públicos e fazer das bibliotecas locais frequentados por adultos, jovens e crianças”, afirma a coordenadora de Livro e Leitura da Secretaria Municipal de Cultura, Leda Fonseca. Para fortalecer o contato entre a população e os espaços de leitura, a programação contempla diferentes formas de apresentar a literatura – em palestras, debates, na contação de histórias, em exposições e até na música.
É o caso das apresentações do grupo Samba Bom, agendadas para o dia 19, às 15h, na Biblioteca Jorge Amado, no Complexo da Maré, e o dia 27, às 11h, na Biblioteca Euclides da Cunha, na Tijuca, ambas na zona norte. Os shows serão um tributo ao compositor Nelson Cavaquinho, autor de clássicos do samba como A Flor e o Espinho, Folhas Secas, Luz Negra e Juízo Final.
O Ciranda de Histórias trará contadores com linguagens e recursos variados, como Rosana Reátegui, que vai apresentar contos da tradição oral dos índios karajás, nesta terça-feira, às 15h, na Biblioteca João do Rio, em Irajá, na zona norte. Na mesma série, o grupo Escuta Só vai animar a Biblioteca Euclides da Cunha, na Ilha do Governador, no dia 25, às 10h, narrando contos populares ao som de violão.
Outra iniciativa do projeto, o Circuito Jovem de Leitura, pretende despertar o interesse dos jovens pelos livros, além da necessidade didática. “É fundamental sedimentar essa relação”, ressalta Leda Fonseca. “A criança tem que se habituar a frequentar uma biblioteca pública, para que continue a fazer isso depois de deixar a escola”, acrescenta.
Segundo ela, essas iniciativas, mesmo realizadas sem continuidade, já resultaram em aumento na frequência às dez bibliotecas municipais, que foi de 65 mil pessoas nos sete primeiros meses deste ano. Um dos eventos de maior expectativa de público é o Encontros Literários, que vai discutir na Biblioteca Machado de Assis, em Botafogo, no dia 24, a partir das 19h30, a relação da literatura brasileira com o futebol. Os debatedores serão os escritores Xico Sá e Sergio Sant’Anna, este um torcedor fanático do Fluminense.

Nenhum comentário: