9 de fev de 2012

UNESCO aprova o Manifesto da IFLA para as bibliotecas digitais

A UNESCO, em sua conferencia geral de 2011, celebrada em dezembro passado, aprovou o manifesto da IFLA para as Bibliotecas Digitais. O manifesto, intitulado “Bridging the Digital Divide: making the world ‘s cultural and scientific heritage accesible to all” (“Reduzindo o fosso digital: colocar o patrimônio cultural e científico mundial a serviço de todos”), estabelece os princípios para proporcionar o apoio às bibliotecas digitais na execução das atividades de digitalização sustentáveis e com interoperabilidade. Assim, solicita aos bibliotecarios que participem ativamente na formulação e aplicação de estratégias nacionais em assuntos de tecnologias de informação e comunicação, que apóiem iniciativas nacionais e internacionais de bibliotecas digitais em larga escala, que permitam ampliar o acesso de todos à informação cultural e cientifica com o objetivo de reduzir a brecha digital.
Para o desenvolvimento de sua missão o manifesto enumera os seguintes objetivos:
  • promover a digitalização, o acesso e a preservação do patrimônio cultural e cientifico;
  • dar acesso a todos os usuários aos recursos informativos reunidos pelas bibliotecas, respeitando os direitos da propriedade intelectual;
  • criar sistemas com interoperabilidade para as bibliotecas digitais, para promover normas abertas e o acesso livre;
  • fomentar a função essencial das bibliotecas e dos serviços de informação por meio da promoção de normas comuns e práticas idôneas;
  • criar consciência sobre a necessidade urgente de garantir uma acessibilidade permanente ao material digital;
  • vincular as bibliotecas digitais em redes de pesquisa de alta velocidade;
  • tirar proveito da convergência crescente dos meios de comunicação e das instituições para criar e difundir conteúdos digitais.
Fonte:

Nenhum comentário: