28 de jun de 2012

Propostas inovadoras fortalecem bibliotecas escolares

Fonte:24 Horas News. Data: 26/06/2012.
URL: http://www.24horasnews.com.br/index.php?mat=417301
O conceito de biblioteca como porta de entrada para o conhecimento - como determina o manifesto realizado pela Unesco, em 1976 - é fortalecido em Mato Grosso na rede estadual de Educação. A Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), desenvolveu e encaminha às escolas um caderno orientativo para o uso da biblioteca escolar. O documento será uma peça chave para os servidores responsáveis pelo funcionamento das bibliotecas. 
Paralelamente à distribuição dos cadernos, a Seduc está implantando nas unidades escolares um software de gerenciamento do acervo das bibliotecas. A partir da orientação e apoio de uma Central, que estará sediada em Rondonópolis, com a assessoria de três bibliotecários, todos os técnicos que atuam nas bibliotecas escolares poderão tirar dúvidas e receber auxílio para o funcionamento correto das unidades. E mais, para o mês de agosto, está programada uma capacitação para os técnicos que atuam nas bibliotecas escolares. 
A partir da experiência bem sucedida e desenvolvida em Rondonópolis, na Escola Estadual Professora Renilda Silva Moraes, todas as demais escolas do Estado serão beneficiadas pela prática. A responsabilidade pelo projeto partiu da bibliotecária Luciléia Rosa de Queiroz Rodrigues, que atua na escola. Com a colaboração dos professores da UFMT, Mariza Inês da Silva Pinheiro e Alexandre Oliveira Gusmão, o eles fizeram do espaço um ponto de encontro para troca de conhecimento entre os estudantes. 
A biblioteca da Escola Renilda é uma referência para Rondonópolis. O espaço é tão bem aproveitado que possui uma porta voltada para a rua, por onde toda a comunidade do município pode ter acesso ao acervo e pesquisar. "Conseguimos isso com organização e dedicação. É preciso ter amor pela profissão”, destaca Luciléia. 
Para os professores de Biblioteconomia da UFMT, Mariza Pinheiro e Alexandre Gusmão, a proposta desenvolvida pela Seduc “fará das bibliotecas escolares um espaço vivo, voltado para a busca de conhecimento”, disseram. 
O caderno, desenvolvido pela Seduc, foi entregue aos diretores que participam do evento em Cuiabá. A técnica da coordenadoria de Projetos Educativos, responsável pelo trabalho, Telma Peres, destaca que esse documento deve ser um instrumento a ser consultado e pesquisado pelos responsáveis pelas bibliotecas. “Foi elaborado de forma simples e de fácil de consulta”, conclui. 

Nenhum comentário: