28 de ago de 2012

Pirataria online pode minar a produção de conhecimento


Fonte: O Estado de S. Paulo. Data: 24/08/2012.

Autores: Rinaldo Gama, Antonio Gonçalves Filho, Maria Fernanda Rodrigues e Ubiratan Brasil.

Não, não é porque diz sentir falta da "adrenalina da TV" que o ex-repórter carioca Roberto Feith, diretor-geral da Objetiva, uma das maiores editoras de livros do País, pode ser considerado ainda jornalista, a despeito dos mais de 20 anos que deixou a profissão. Ex-correspondente da TV Globo na Europa e ex-editor chefe do Globo Repórter, Feith aceitou em 1991 a proposta de dois conhecidos e comprou 60% de uma editora inexpressiva - ela mesma, a Objetiva. Àquela altura, tocava uma produtora, a Metavídeo, após ter estado com Walter Salles na Intervídeo, que fazia trabalhos para a extinta TV Manchete. Não entendia nada de editora, mas como bom repórter diante de um furo em potencial, decidiu arriscar - seguindo critérios jornalísticos.

 

Texto completo disponível no URL: http://www.estadao.com.br/noticias/arteelazer,roberto-feith-a-pirataria-online-pode-minar-a-producao-do-conhecimento,921231,0.htm

Nenhum comentário: