18 de jan de 2013

Cadeia para os vilões de contos de fadas


Fonte: Diário da Rússia. Data: 30/12/2013

URL: www.diariodarussia.com.br/fatos/noticias/2012/12/30/russia-enquadra-no-codigo-penal-viloes-e-herois-dos-contos-de-fadas/

Uma biblioteca da região cossaca de Krasnodar, na Rússia, organizou um encontro acadêmico para imaginar como os heróis e vilões dos contos folclóricos mais populares da literatura russa seriam tratados sob as leis atuais. O estudo foi apresentado pelo Centro de Informação Jurídica da Biblioteca Pushkin, para um público de estudantes universitários locais.

De acordo com a análise, Baba Yaga, a bruxa da floresta, por exemplo, poderia pegar até cinco anos de cadeia sob a acusação de sequestro, devido aos seus hábitos de atrair e aprisionar heróis viajantes. Pior ainda, ela poderia ser acusada de traição, crime punível com até 20 anos de prisão, por ter revelado o segredo de como matar seu amigo, o gênio do mal Koshchei, conhecido como “o Imortal”.

Mas não são apenas os vilões das histórias que teriam que enfrentar a Justiça de hoje. Alguns dos mocinhos também estariam na berlinda, como por exemplo o czar que enviou seu filho, o Czarevich Ivã, herói do folclore clássico, numa missão para encontrar as chamadas maçãs da juventude. O Czar Ivã passaria uns bons dez anos atrás das grades por instigar o roubo de objetos de valor. Seu filho, o czarevich, por outro lado, compartilharia a cela com ele por dois anos, por ter sequestrado uma princesa durante sua jornada em busca das malfadadas maçãs.

O estudo do Centro de Informação Jurídica da Biblioteca Pushkin, da Universidade de Krasnodar, baseou-se na clássica coleção “Contos de Fadas Russos”, publicada pela primeira vez entre 1855 e 1863 pelo folclorista Alexander Afanasyev. A obra foi inspirada no extenso trabalho produzido pelos Irmãos Grimm, na Alemanha, e goza de considerável popularidade na Rússia até hoje.

Nenhum comentário: