26 de nov de 2014

Saraiva adquire Siciliano

Fonte: Valor Econômico. Data: 26/11/2014.
Autoria: Beth Koike.

Em março de 2008, a Saraiva desembolsou R$ 60 milhões para adquirir a Siciliano e se tornar a maior rede de livrarias do país. Seis anos depois, o foco da companhia não é mais o varejo, e sim a área de educação, que deverá absorver boa parte do investimento de cerca de R$ 60 milhões previsto para 2015. O segmento de educação sempre foi mais rentável, apesar de o seu faturamento ser menor quando comparado aos negócios de varejo. Para efeitos de comparação, nos nove primeiros meses deste ano, a editora Saraiva teve receita líquida de R$ 277 milhões e lucro líquido de R$ 5,4 milhões. Já nas livrarias, a receita foi de R$ 1,3 bilhão e houve um prejuízo de R$ 23,3 milhões no mesmo período. Diante de tais desempenhos e do bom momento por qual passa o setor de educação, a Saraiva reorganizou sua estratégia. "Desde o começo do ano passado, a companhia está se reposicionando para participar cada vez mais na área de educação", disse Jorge Saraiva Neto, diretor-presidente da Saraiva. Entre as estratégias vislumbradas para alavancar o crescimento, está a aquisição de sistemas de ensino, editoras ou negócios de tecnologia aplicada ao ensino. Diferentemente do que ocorria até 2012, os investimentos da Saraiva não são mais direcionados para elevar o número de lojas. Em 2015, devem ser inauguradas apenas três unidades, mas outras duas ou três livrarias consideradas pouco rentáveis devem fechar. Com isso, a Saraiva encerrar o próximo ano com 116 pontos de venda.

Nenhum comentário: