2 de fev de 2015

BN: calor na biblioteca

Fonte: Folha de S. Paulo. Data: 31/01/2015.
Autora: Por Luiza Franco.

Em meio a reclamações de servidores, que fizeram uma paralisação na terça (27) em protesto pelo calor na Biblioteca Nacional, alegando que o acervo corre risco, o presidente da instituição diz que a temperatura não afeta os livros abrigados no prédio, no Rio. Segundo os servidores, a temperatura na biblioteca chega aos 40ºC. Renato Lessa, o presidente, diz apenas que são superiores a 30ºC.
Em 2013, ao assumir o cargo, Lessa dizia que o calor era "horrível para os livros". Na ocasião, fora informado de que a temperatura beirava os 50°C no verão. Meses depois, houve uma reforma emergencial no ar refrigerado, mas servidores dizem que a situação não melhorou muito.
Lessa se baseia em Jayme Spinelli Jr., coordenador de preservação da biblioteca, para descartar o risco ao acervo, o maior da América Latina. Spinelli diz que a temperatura é mais baixa no acervo de livros raros, mais sensíveis. Mas, para ele, embora o calor acima de 30ºC seja "inadequado", não representa risco aos outros livros.

Nenhum comentário: