11 de fev de 2016

Curitiba: Tuboteca recebe prêmio



A Prefeitura de Curitiba recebeu nesta semana um novo reconhecimento internacional. O projeto Tuboteca foi premiado no iF Design Award 2016, um dos mais conceituados prêmios de design do mundo, concedido pelo International Forum Design, instituição sediada desde 1953 em Hanover, na Alemanha.
Desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba (FCC) e a Urbanização de Curitiba (Urbs), as Tubotecas são minibibliotecas instaladas em estações-tubo da cidade. Nelas, o usuário do transporte público empresta a obra de seu interesse e pode devolvê-la em qualquer uma das Tubotecas da cidade.
Atualmente, dez estações-tubo contam com uma Tuboteca: quatro na Praça Rui Barbosa, duas na Estação Central, duas na Estação Marechal Floriano (Linha Verde) e duas na Praça Carlos Gomes. O projeto foi uma das duas únicas iniciativas brasileiras laureadas no iF Design Award 2016 na categoria design de serviços. “É um projeto inovador, que muda a vida das pessoas, pois permite que elas tenham acesso à leitura e a um novo mundo. Uma ideia singela que se torna uma interface social muito importante para Curitiba e os curitibanos”, diz Sérgio Pires, presidente do Ippuc.
Pires lembra que o design faz parte dos projetos estratégicos do munícipio na atual gestão. Desde 2014, Curitiba é a única cidade brasileira a fazer parte da Rede das Cidades Criativas da Unesco na categoria design (en.unesco.org/creative-cities//node/31). Em 2015, a cidade passou a integrar o iF World Design Guide (ifworlddesignguide.com/profile/2060-curitiba-city-of-design).
O projeto da Tuboteca foi avaliado por um júri internacional formado por 60 profissionais do design, que se reuniu na cidade alemã de Hamburgo, entre os dias 19 e 21 de janeiro deste ano – para a edição 2016, foram inscritos 5.300 projetos de todo o mundo, entre eles 101 brasileiros, dos quais 38 foram premiados (ifworlddesignguide.com/if-design-award-2016#/jury-session).
O iF Design Awards abrange as categorias produto, comunicação, embalagem, arquitetura, design de interiores, conceitos profissionais e design de serviços, que foi incluída no concurso de 2016.
A entrega dos certificados acontecerá no dia 26 de fevereiro, em uma cerimônia no Museu da BMW, na cidade de Munique, também na Alemanha. Os vencedores do prêmio participam de uma exposição em Hamburgo e aparecem em um aplicativo da instituição disponível para download de forma gratuita. Os premiados recebem também o reconhecido selo da iF Design em seus produtos e os projetos são inseridos na exposição online da instituição (ifworlddesignguide.com), que recebe mais de 200 mil acessos por mês.
Para o presidente da FCC, Marcos Cordiolli, além de facilitar o acesso aos livros, as Tubotecas têm o mérito de estimular outras instituições a instalar pequenas bibliotecas para uso livre de seus frequentadores. “O projeto continua se expandindo dessa maneira, a partir da integração com outros pontos de oferta de livros. E as campanhas de doação de livros também tiveram grande receptividade entre a população. A Tuboteca é um dos maiores projetos do gênero no mundo”, afirma.
Segundo o presidente da Urbs, Roberto Gregório, um dos grandes desafios do transporte coletivo é agregar valor ao tempo que o usuário passa dentro do sistema. “A Tuboteca é uma inovação que veio para contribuir de forma significativa com esse objetivo. O sucesso do projeto foi construído pela própria população, na medida em que as pessoas utilizam, devolvem, trazem, doam e compartilham livros, sem qualquer burocracia”, confirma.
Projeto
O projeto da Tuboteca foi implantado pela atual gestão da Prefeitura de Curitiba em março de 2013. O objetivo inicial foi o de mobilizar empresas e a sociedade para que promovessem o incentivo à leitura por meio da doação de livros. Cada espaço tem capacidade para cerca de 150 livros.
As dez estações-tubo que contam com Tubotecas são: quatro na Praça Rui Barbosa, atendendo os usuários das linhas Pinheirinho–Rui Barbosa, Pinhais–Rui Barbosa e Centenário–Campo Comprido; duas na Estação Central (Rua Presidente Faria, em frente aos Correios), onde passa a linha Santa Cândida-Capão Raso; duas na Estação Marechal Floriano (Linha Verde), onde passa a linha Ligeirão Pinheirinho–Carlos Gomes; uma na Estação Praça Carlos Gomes, onde passam as linhas Boqueirão e Ligeirão Boqueirão; e uma na Estação Carlos Gomes (Rua Lourenço Pinto, em frente ao Hospital Paciornik), onde passa a linha Ligeirão Pinheirinho–Carlos Gomes. O projeto será expandido para outras estações a serem definidas.
Doações
As doações podem ser feitas em qualquer equipamento mantido pela Fundação Cultural de Curitiba, nas Casas da Leitura, na sede da FCC (Rua Engenheiros Rebouças, 1.732 – Rebouças), no Ippuc (Rua Bom Jesus, 669 – Cabral) e na sede da Prefeitura (Av. Cândido de Abreu, 817 – Centro Cívico).
As publicações recebidas passam por uma triagem antes de serem levadas para as Tubotecas. Aceitam-se livros de literatura, contos, crônicas, romances, poesia, história em quadrinhos, infantil e infanto-juvenil. Não são aceitos livros com teor ofensivo, discriminatório e pornográfico.
Desde o início do projeto, já foram recebidos 234.578 livros doados, dos quais 224.550 foram aproveitados e 137.562 foram colocados à disposição nas Tubotecas. As doações chegam de diversos setores da sociedade, como a Biblioteca Pública do Paraná, Universidade Santa Cruz e Associação dos Condomínios Garantidos do Brasil. Obras específicas de arte têm sido repassadas pela FCC para instituições das respectivas áreas, como a Casa da Leitura Wilson Bueno, Casa Hoffman, Conservatório de MPB, entre outras.
Recentemente, a FCC fechou um convênio com a delegacia regional do Ministério do Trabalho, que instalará mini-bibliotecas para uso de funcionários e do público em geral. Os interessados poderão apanhar livros nesse local e devolver nas Tubotecas, e vice-versa.
Em março, a Fundação vai instalar uma “geloteca” – geladeira cheia de livros – no saguão do prédio central da Prefeitura, para uso da população, também de forma integrada com as tubotecas.


Nenhum comentário: