10 de set de 2016

Semana Internacional de Acessibilidade e Cultura é aberta na Biblioteca-Parque Estadual

Fonte: Sopa Cultural. Data: 9/09/2016.
A Biblioteca-Parque Estadual, um espaço da Secretaria de Estado de Cultura, recebeu nesta quinta-feira, 8/09, representantes de diversos países para a abertura da I Semana de Acessibilidade e Cultura que acontece de 9 a 15/09 nas Bibliotecas-Parque Estadual e de Manguinhos. Estiveram presentes no evento embaixadores, ministros e artistas das nações da Suécia, da Coreia, da Alemanha, da França, da Grã-Bretanha, dos Estados Unidos, e a Chefe-adjunta da Delegação da União Europeia no Brasil, além da Secretária de Estado de Cultura, Eva Doris Rosental, que iniciou o encontro ratificando o compromisso da pasta com o tema da acessibilidade.
“Não podemos pensar nesse assunto como um tópico apenas da área da Saúde ou da Educação, mas como um assunto transversal, que cruza todas essas áreas – inclusive a Cultura. Por meio da Cultura promovemos a inclusão social, ponto de extrema importância quando falamos de acessibilidade. Estamos reunidos hoje com representantes de vários países que já são referência no tema para que possamos aprender com eles como trilhar este caminho”.
Em seguida, Eva passou a palavra a Gabriele Lösekrug-Möller, vice-ministra parlamentar do Ministério do Trabalho e Social da República Federal da Alemanha, que agradeceu o convite e elogiou a Biblioteca-Parque Estadual por sua tecnologia de ponta e seu alcance ao público, especialmente a população em situação de rua que frequenta o espaço.
“Entrar em um lugar como este é emocionante. Quando utilizamos o termo inclusão em acessibilidade, nos referimos a algo que toda a sociedade possa participar, e aqui todas as pessoas têm acesso a um impressionante acervo de filmes, jornais, livros e revistas, com os equipamentos necessários para ajudá-los a embarcar nessa jornada pelo conhecimento e superar suas barreiras. As primeiras barreiras estão nas cabeças das pessoas, então trabalhar a mente é fundamental para que possamos vencer as diferenças”.
Também falaram o embaixador da França no Brasil, Laurent Bili; a ministra sueca para Infância, Terceira Idade e Igualdade de Gênero, Åsa Regnér; o diretor do British Council Brasil, Martin Dowle; o cônsul dos Estados Unidos no Brasil, James Story; a Chefe-adjunta da Delegação da União Europeia no Brasil, Claudia Gintersdorfer; e o embaixador da Coreia, Jeong Gwan Lee, que apresentou o artista coreano Kim Gen-Tae e explicou um pouco da relação entre o tema acessibilidade e sua exposição “Como Flores e Estrelas”, em cartaz na Biblioteca-Parque Estadual até o dia 30/09.
“No idioma original utilizamos a expressão “flores selvagens”, um tipo de vegetação facilmente encontrado na Coreia, que embeleza a paisagem em nosso país. Infelizmente, como são muito comuns, as pessoas não reparam nessas plantas e não apreciam seu encanto. O artista usa essa metáfora para falar sobre as pessoas com deficiência: Nós precisamos prestar atenção nesses indivíduos, precisamos enxerga-los como participantes em nossa sociedade?
Após a mesa de abertura, os representantes dos países que participam da Semana de Acessibilidade e Cultura fizeram uma visita guiada com a Secretária de Estado de Cultura e com a Superintendente da Leitura e do Conhecimento, Vera Schroeder, que falou sobre os esforços feitos para transformar a Biblioteca-Parque Estadual, desde sua reabertura, em um espaço de referência quando o assunto é acessibilidade.
“A biblioteca foi toda reformada, observando e atendendo a vários itens espaciais em sua arquitetura para que ela seja, de fato, uma biblioteca bastante acessível. Desde 2014, quando foi reinaugurada, foram realizados diversos cursos que qualificam seus funcionários para que eles possam acolher melhor o público, sem preconceitos, sem diferenças que impeçam todas as pessoas de terem acesso à informação. Esse é um trabalho constante, que culminou com a passagem da tocha Paralímpica, e que irá continuar com a I Semana Internacional de Acessibilidade e Cultura que vai até o dia 15/09. A presença de todos é muito importante para que possamos ampliar esse debate”.

A I Semana Internacional de Acessibilidade e Cultura é uma realização da Superintendência da Leitura do Conhecimento da Secretaria de Estado de Cultura, do Instituto Goethe e do Instituto Francês do Brasil, e conta com a parceria da Embaixada da Suécia, da Missão Diplomática dos EUA no Brasil, do British Council, da Embaixada da República da Coreia e da União Europeia no Brasil.

Nenhum comentário: