15 de set de 2016

Brasileiro cede manuscrito "perdido" de Borges a biblioteca argentina

Fonte: UOL. Data: 13/09/2016.
A Biblioteca Nacional Argentina ampliou nesta terça-feira (13) sua exposição de manuscritos inéditos do escritor Jorge Luis Borges, inaugurada em julho, depois de ter recebido de um colecionador brasileiro o manuscrito original de um conto do autor considerado perdido até agora.
Durante uma viagem profissional a São Paulo, o diretor do órgão, Alberto Manguel, se encontrou com o economista e historiador Pedro Corrêa do Lago, que o mostrou uma coleção "absolutamente impressionante" na qual estava o manuscrito de "A Biblioteca de Babel", de Borges, escrito sobre nove folhas arrancadas de um caderno de contabilidade e repleto de correções.
"Ele era muito generoso com suas coisas e as presenteava. Por isso, muitas coisas acabaram nas mãos de diversos livreiros, como as do americano John Wronoksi, que vendeu o documento ao colecionador brasileiro", disse Manguel em entrevista à agência Efe.
Após descobrir esse "grande tesouro" em São Paulo, Manguel pediu o manuscrito emprestado a Corrêa do Lago para ampliar a mostra "Uma lógica simbólica", que está em exibição desde julho na Biblioteca Nacional e reúne 17 manuscritos originais e inéditos de Borges (1899-1986), pertencentes a coleções públicas e privadas.
"Vou devolvê-los, a não ser que sofra um lapso de moral e decida roubá-los para a biblioteca", brincou o diretor, lamentando, no entanto, o fato de a entidade não ter perdido a "oportunidade" de comprar essas obras, "uma parte fundamental da memória histórica e cultural da Argentina".

Segundo o diretor, os manuscritos são essenciais para conhecer os processos mentais do autor e entender seu estilo, caracterizado por uma grande qualidade técnica e por sua preocupação em encontrar as palavras exatas. "É comovente porque tudo isso começou em um suporte tão humilde como folhas de contabilidade, que custaram poucos centavos", afirmou Manguel.

Nenhum comentário: