2 de abr de 2011

Parceiros do RJ mostram biblioteca criada por moradora na Baixada

Fonte: Portal G1. RJTV.

URL: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/parceiro-rj/noticia/2011/04/parceiros-do-rj-mostram-biblioteca-criada-por-moradora-na-baixada.html

Ela funciona a 20 anos no bairro Parque Paulista, em Duque de Caxias. Espaço é mantido com dedicação por Dona Angélica.


Uma biblioteca no Parque Paulista, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, pode ser usada por todos. A biblioteca comunitária foi criada há 20 anos, mas no bairro, pouca gente conhece. Os Parceiros do RJ, que moram no bairro, contam essa história.
Pelo lado de fora, a casa simples de Dona Maria Angélica de Jesus, idealizadora do projeto, não dá a dimensão do que há por dentro. Ela conta que o projeto surgiu quando percebeu que nem nos colégios da região existem mais bibliotecas.
“Essa era a maneira de as crianças e as pessoas terem acesso a um livro. Elas tinham que comprar, às vezes, só para fazer um dever. Aqui não, quem precisa de um livro, vem aqui, pega o livro, faz seu trabalho ou faz aqui mesmo, de acordo com o trabalho”, contou Dona Angélica.
Quando os moradores começaram a ter conhecimento da biblioteca começaram a doar livros para Dona Angélica. São tantos exemplares, que ela ainda não teve tempo de organizá-los nas prateleiras, quase sem espaço para livros.
A manutenção da biblioteca é feita com o dinheiro dela e do salário do filho, para pagar as contas de luz e telefone. O espaço fica no meio de uma comunidade pobre e Dona Angélica sofre com problemas de umidade na sala. Dona Angélica lamenta que os jovens só se preocupem com a internet e a tecnologia.
“O livro é onde está toda a sabedoria. O conhecimento que nunca vai ser apagado está num livro”, disse Dona Angélica.

Um comentário:

Anônimo disse...

O crescimento das bibliotecas comunitárias nos mostra o descaso das autoridades em investir nesse tipo de equipamento social.