2 de nov de 2011

Acesso gratuito a 346 anos de ciência na Internet

Fonte: Jornal de Notícias (Portugal). Data: 31/10/2011.
URL: www.jn.pt/PaginaInicial/Tecnologia/Interior.aspx?content_id=2092999
A britânica The Royal Society vai disponibilizar online os 346 anos da prestigiada "Philosophical Transactions", revista que teve colaborações de assinadas por cientistas como Charles Darwin, Isaac Newton ou Stephen Hawking.
Com mais de 350 anos de existência, a The Royal Society sempre foi uma mostra da ciência. A sua revista "Philosophical Transactions", editada desde 1665, fez eco de milhares de estudos científicos. Mais concretamente, 60 mil investigações assinadas por Isaac Newton, Benjamin Franklin, Charles Darwin, Thomas Huxley, Michael Faraday, Robert Boyle ou Stephen Hawking, entre tantos outros.
"Não há nada mais necessário para promover os avanços dos assuntos filosóficos do que a comunicação dos mesmos", afirmou o primeiro director da revista, Henry Oldenburg, na carta com que apresentou aos leitores o número inicial de "Philosophical Transactions", publicado em 6 de Março de 1655.
Os objectivos passavam então por incentivar os cientistas a continuar a investigar e por fomentar o conhecimento dos cidadãos britânicos, e de outras partes do mundo, com os avanços da ciência, que seriam transmitidos "de forma clara e verdadeira".
A "Philosophical Transactions" acabou por cumprir a missão e foi a primeira publicação do mundo a seguir estritas normas de controlo e rigor. De facto, foi o director alemão Henry Oldenburg o primeiro a enviar os manuscritos que chegavam à revista a especialistas para que pudessem avaliar a qualidade dos estudos antes de serem publicados. Assim nasceu o jornalismo científico moderno.
Actualmente, a The Royal Society edita nove publicações, entre as quais a "Philosophical Transactions", editada ininterruptamente desde 1665. A estrutura da publicação actual é muito diferente da do século XVII, mas continua a reger-se pelos mesmos princípios de rigor e veracidade.

Nenhum comentário: