15 de mai de 2012

A internet é essencial para 82% das pessoas, diz estudo


Fonte: Info Online. Data: 10/05/2012.
Autor: Rafael Ferrer.
URL: http://info.abril.com.br/noticias/internet/a-internet-e-essencial-para-82-das-pessoas-diz-estudo-10052012-24.shl
Uma pesquisa apresentada nesta quinta-feira (10) mostra que 82% dos brasileiros com acesso a internet consideram a web uma ferramenta indispensável e essencial para a sobrevivência. Destes, 85% são mulheres e 79% são homens.
Segundo Fábio Coelho, que apresentou o estudo e é presidente do Google no Brasil e da rede de associações Interactive Advertising Bureau (IAB), a internet é preferencialmente usada pelos jovens, mas que o uso da web é feito por pessoas de todas as idades, classes e regiões, além de ser a atividade preferida para entreter.
 “Este é considerado o meio de comunicação mais importante pelos entrevistados. As pessoas incorporam a internet no dia a dia. Muitos jovens nem conseguem avaliar o nível de importância das ferramentas online porque a web faz parte da rotina diária dessas pessoas”, comenta.
Ainda de acordo com o estudo, há mais de 80 milhões de pessoas conectadas no país. Esta estatística contabiliza os acessos fixo e móvel por meio de dispositivos como consoles de videogames, smartphones, tablets, notebooks, desktops e outros aparelhos.
O objetivo deste estudo é analisar os hábitos dos internautas brasileiros e apurar a relação destes usuários com a publicidade digital. Mais de 2.075 pessoas de todo o Brasil participaram da pesquisa, feita pela IBA em parceria com a empresa de pesquisas de mercado comScore. Os entrevistados enviaram as respostas por e-mail em fevereiro deste ano e possuem idade entre 15 e mais de 55 anos (51% são homens e 49% são mulheres).
Perguntados sobre qual o passatempo preferido quando há 15 minutos de tempo livre, 62% dos entrevistados responderam que gostam de navegar na internet, principalmente para acessar sites de vídeos e redes sociais.
Além disso, a penetração da web nas faixas etárias da população de mais idade é cada vez maior, de acordo com Coelho. “Navegar na internet é um hábito crescente entre as pessoas com mais de 50 anos. Antes, eles acessavam basicamente serviços de e-mail e agora estão em outros serviços, como as redes sociais”, diz.
Ainda de acordo com o estudo, os sites de relacionamento como o Facebook e Orkut os mais acessados pelo público feminino de todas as faixas etárias. Estes sites são usados em sua maioria por pessoas com menor poder aquisitivo. Já os consoles conectados são usados preferencialmente pelos adolescentes de maior poder aquisitivo.
Apesar dos acessos partirem de todas as regiões brasileiras, há grande diferença na concentração de usuários espalhados pelo país. Enquanto a região Sudeste representa 55% de todos os acessos, a região Norte reúne apenas 5% das pessoas com acesso a internet.
Estes usuários preferem acessar a web no período da manhã (89%) e à noite (78%). Outros momentos do dia são os preferidos por 73% das pessoas. Já o jornal impresso é lido por 14% destes usuários e durante o período noturno as pessoas acessam mais a internet do que assistem a TV, de acordo com a pesquisa.
Os acessos partem de desktops (77%) e notebooks (59%). De acordo com Coelho, estes aparelhos ainda são os mais usados no Brasil. O smartphone é o mais usado por 40% das pessoas e ocupa o terceiro lugar da lista.
Segundo Coelho, 36% das pessoas navegam diariamente na internet durante aproximadamente 2h. Outros 42% dos internautas passam mais de 2h online todos os dias. “A web é a principal mídia usada para gerar relacionamento entre as pessoas. O brasileiro é muito conectado e gosta de se relacionar”, diz o presidente. Ainda na mesma pesquisa, 25% dos participantes afirmam que passam o tempo livre assistindo a TV.
Já os tablets estão logo atrás com 16%, o iPad é o preferido de 15% dos entrevistados e os consoles de videogame é usado por 12% dos internautas. O iPod representa 10% dos acessos e outros dispositivos apenas 2%.
 “As pessoas entre 25 e 34 anos usam os consoles de videogame, smartphones e tablets mais do que outros usuários de faixas etárias de maior idade. Isso demonstra que o brasileiro busca cada vez mais múltiplas plataformas, em média dois ou três canais”, diz Coelho. O executivo diz que as pessoas de mais idade usam, em média, apenas um canal, mas que estes internautas começam a usar mais de um dispositivo conectado.
Ainda de acordo com o estudo, cerca de 60% dos entrevistados navegam na internet e assistem a TV ao mesmo tempo. Este hábito é mais frequente entre as mulheres de todas as faixas etárias e apenas 6% de todos os usuários afirmam que prestam mais atenção na TV.
Com base nos dados fornecidos pelos entrevistados, a comScore avaliou que de todos os quesitos que envolvem a publicidade digital, como criatividade, confiabilidade e motivação, o único item que a internet não lidera é o da memorabilidade.
Ainda sobre consumo, 65% das pessoas preferem pesquisar as opiniões de outros clientes na internet antes de finalizar uma comprar em lojas físicas. Além disso, 37% dos donos de aparelhos portáteis conectados a web usam o dispositivo para buscar dados sobre o item que querem comprar.
De acordo com Coelho, hoje, o desafio da publicidade digital é orquestrar e aproveitar as oportunidades atuais do mercado brasileiro. “Desde 2009, os meios digitais representavam apenas 5% do bolo publicitário. Em 2012, este número deve chegar a 14%”, afirma.
Para os próximos anos, o presidente diz que o Programa Nacional de Banda Larga aquecerá o mercado publicitário porque poderá dobrar a quantidade de usuários com acesso à internet no Brasil. “Outro desafio é construir um mercado publicitário sadio, menos intrusivo e mais regional”, comenta. Esta foi a primeira edição da pesquisa e, de acordo com o executivo, será atualizada anualmente.

Nenhum comentário: