20 de set de 2012

Biblioteca Nacional pode ser interditada


Fonte: Sonda Brasil. Data: 14/09/2012.

URL: www.sondabrasil.com.br/new.asp?cod=20010&dpto=1

Segundo o Corpo de Bombeiros, fundação será fechada caso não cumpra exigências de notificação.

Alarmante é a atual situação da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), a maior da América Latina. Notificação emitida pelo Corpo de Bombeiros, após vistoria no prédio sede da instituição, afirma que o local passa por uma série de irregularidades no sistema de segurança contra incêndio e pânico. Esse é um dos problemas que foram apontados pelo Metro em reportagem publicada no dia 30 de agosto.

Para Lia Jordão, vice-presidente da Associação dos Servidores da Biblioteca Nacional (ASBN), a notificação é alarme para outras questões estruturais que, tanto o prédio sede, no Centro, quanto o anexo, na zona portuária, apresentam: “É mais um alerta para a situação precária. As mudanças têm que ser urgentes”, diz.

Segundo o Corpo de Bombeiros (CBMERJ), a FBN corre, “em último caso”, o risco de ser interditada se não cumprir o Decreto 897, de 1976, que determina o Código de Segurança contra Incêndio e Pânico (COSCIP).

Entre as alterações requeridas está a instalação de extintores, sinalização, sistema de canalização preventiva, caixas de incêndio e escada enclausurada, entre outros. Apesar dos apontamentos, o CBMERJ ainda não fechou o prédio porque cumpre as medidas determinadas pela legislação. Em média, 700 pessoas visitam o local por dia.

MinC se cala

Para a FNB, não há irregularidades e visitantes não correm risco. Biblioteca estaria segura, sem perigo iminente. Segundo a fundação, quatro bombeiros da Brigada de Incêndio atuam no prédio, que tem novo sistema de alarme.

Sobre as regras exigidas, o órgão afirma que já foi iniciado o processo de contratação de empresa especializada para a execução do projeto. Questionado sobre o caso, o Ministério da Cultura (MinC), já sob comando de Marta Suplicy (PT), afirmou que quem deve responder pelas questões da fundação, que é vinculada ao ministério, é a própria Biblioteca Nacional.

2 comentários:

Nina disse...

Professor, Sou servidora da Biblioteca Demonstrativa, que faz parte da Fundação Biblioteca Nacional. Em Brasília também estamos em uma situação parecida. Há duas semanas paramos de emprestar livros, um de nossos serviços essenciais, porque não podemos ligar o nosso computador servidor. Nossa rede elétrica está precária. Marina de Lima Rabelo Servidora da Biblioteca Demonstrativa Maria da Conceição Moreira Salles

Anônimo disse...

A Biblioteca DEMONSTRATIVA, da Fundação Biblioteca Nacional, em Brasília, biblioteca que em 2012 completa 42 anos de serviços ao público e às bibliotecas do país, está sofrendo um desmanche. Há mais de dois anos que foram desativados os computadores com acesso a Internet para os usuários, porque a rede elétrica defasada não comportava a carga. Os aparelhos de ar-condicionado vem sendo desligados continuamente porque a a rede elétrica sobrecarregada não dá conta da demanda. Agora , desde o dia 10 de setembro, o servidor(computador central que gerencia a rede interna)deve que ser desligado para evitar que queimasse. E desde então, todos os serviços internos da DEMONSTRATIVA e os de atendimento estão comprometidos. Não há processo técnico, não há empréstimos nem renovações, não há pesquisas no acervo. O registro das devoluções não são feitas no sistema. Voltaram a ser feitas manualmente, sem o devido recibo eletrônico para os usuários.
A DEMONSTRATIVA é uma biblioteca que funciona de 7h30 a 23h, de 2ª à 6ª, e nos sábados, de 8h a 14h, e recebe média de 1.000 pessoas por dia, tentando cumprir com dignidade amissão de democratizar acesso ao conhecimento e informação.
Parabéns pelo Projeto de Lei do Dep. Stédile, batalhador incansável da causa das bibliotecas que virão. Mas quem batalha pelas que já existem? A Biblioteca DEMONSTRATIVA Maria da Conceição Moreira Salles, nome que ostenta na fachada desde o dia 8 de junho, homenageando outra grande batalhadora da causa, clama por socorro!
Que a ajuda não demore.