9 de abr de 2016

São Bernardo (SP): biblioteca histórica abandonada

Fonte: Diário do Grande ABC. Data: 4/04/2016
Local histórico de São Bernardo e até mesmo utilizado por prefeitos como gabinete no passado, a Biblioteca Monteiro Lobato, situada na Rua Jurubatuba, no Centro da cidade, é hoje cenário de abandono e esquecimento. Vizinhos e comerciantes da região contam que há pelo menos três anos nenhum serviço de manutenção é feito no espaço.
A equipe do Diário esteve na biblioteca na sexta-feira. É possível ver sinais de abandono e deterioração do local. Há janelas cobertas com plástico, paredes com rachaduras e sujeira acumulada. Até mesmo livros estão em falta nas prateleiras.
Optando pelo anonimato, moradores e antigos frequentadores da Biblioteca Monteiro Lobato admitiram tristeza com a atual condição do espaço. Um deles, que disse ter 65 anos, contou que a biblioteca era referência na cidade. Falou também que ouviu de funcionário da Prefeitura de São Bernardo que o acervo foi colocado em um espaço dentro da Secretaria de Educação.
A biblioteca foi construída no começo dos anos de 1960. O prefeito da época, Lauro Gomes (morto em 1964), tentou inicialmente ceder o terreno para o governo federal com objetivo de construir uma unidade do correio. Sem obter êxito, projetou o espaço para ser seu gabinete. Realizou despachos até o fim de mandato, em janeiro de 1964. Seu sucessor, Hygino Batista de Lima, também usufruiu da estrutura no início de sua gestão por alguns meses. No fim daquele ano, Hygino decidiu que o local seria uma biblioteca.
Questionado pela equipe do Diário, o governo de Luiz Marinho (PT) justificou que há projeto de revitalização da biblioteca. “O prefeito Luiz Marinho assinou na terça-feira o contrato com a Fundação Toyota, vencedora do chamamento público, para obras de ampliação e modernização da Biblioteca Monteiro Lobato. A previsão é que a intervenção inicie nos primeiros dias de abril. ”

Sobre as revistas, jornais e livros que estavam na biblioteca Monteiro Lobato, o governo alegou que “desde novembro de 2015, um posto de atendimento com alguns dos títulos mais procurados, jornais, revistas e computadores funciona de forma provisória na Câmara Municipal de Cultura Antonino Assumpção, à Rua Marechal Deodoro, 1.325, Centro. ”

Nenhum comentário: